Mosteiro Trapista - Nossa Senhora do Novo Mundo
 
Menu
 
 

Untitled Document

Trabalho


“Porque então são verdadeiros monges se vivem do trabalho de suas mãos” (Regra de S. Bento, 48,8)



Artigo 

     A vida monástica, desde os seus inícios, se estrutura ao redor do eixo oração e trabalho. A alternância balanceada entre estas duas atividades confere não somente um equilíbrio saudável na vida dos monges e monjas seguidores de S. Bento, mas – muito mais importantemente – manifesta a unidade profunda que existe na vida de oração de todo monge e monja. Pois oração e trabalho não devem ser realidades contrapostas; antes, devem ser duas maneiras distintas do ser humano realizar sua vocação ao louvor perene de Deus. S. Bento chama o Ofício Divino de opus Dei – o “trabalho” de Deus – enquanto que o trabalho sempre aparece na Regra intercalado por momentos de oração. Para a tradição monástica, a vocação do homem é ser uma oração viva. E ele realiza isto “orando sem cessar” (cf. 1 Ts 5,17) – seja na igreja, seja enquanto trabalha.